in

85% dos pais desaprovam fim da multa para quem transportar crianças sem cadeirinha

Divulgação: Revista Crescer

O atual presidente Jair Bolsonaro esteve na Câmara dos Deputados nesta semana para entregar uma proposta que faz alterações no Código de Trânsito Brasileiro. Ele propôs que o limite de pontos seja aumentado e também o fim da multa para as pessoas que transportam crianças em veículos sem a cadeirinha de segurança ou bebê conforto.

Publicidade

De acordo com a lei vigente, a falta do acessório no carro é considerada infração gravíssima. Além de perder 7 pontos na CNH, o motorista também é multado e tem o veículo retido até que a situação seja regularizada. A alteração proposta pelo presidente precisar passar pela aprovação do Senado e da Câmara.

Uma pesquisa foi realizada pelo site da Crescer e teve um resultado surpreendente. A enquete queria saber se os pais eram a favor da alteração. No total, o questionamento recebeu 3.047 respostas e 85% se mostraram contra a mudança proposta por Jair Bolsonaro. Segundo informação da OMS – Organização Mundial de Saúde, a falta do acessório é um dos principais fatores de risco no trânsito.

Publicidade

Conforme a ONG Criança Segura, acidentes de trânsito é a principal causa de morte acidental de crianças e adolescentes. Infelizmente, todos os dias crianças perdem a vida devido a esse tipo de acidente. Na maioria dos casos, os pequenos estão como passageiros do veículo. O uso da cadeirinha e do acento de elevação reduz em até 71% os riscos de morte em caso de acidente, desde que o equipamento esteja sendo utilizado da forma correta.

Publicidade

Especialistas afirmam que somente campanhas são insuficientes para conscientizar sobre o uso do acessório. Por isso é importante leis rigorosas e fiscalização eficiente. O receio é que a mudança possa aumentar o número de mortes envolvendo os pequenos, já que o equipamento não seria mais obrigatório.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade