in

Deu ruim! Agora parça de Neymar é investigado pela PF e polêmica envolve tráfico de drogas

Instagram Neymar / PF divulgação / Fernando

O nome de Neymar não sai das páginas policiais. Nesta sexta-feira, 7 de junho, a revista Veja divulgou que a Polícia Federal investiga um dos “parças” ( como são chamados os amigos do atleta) de Neymar por tráfico internacional de drogas. 

Publicidade

O nome do amigo do atleta é Bruno Lamego. Os dois aparecem em várias fotos juntos e Bruno se encontra com o famoso, no geral, em fotos nos dias e jogos do PSG e também da seleção brasileira. Ele também ia em festas onde estava o craque e era considerado íntimo do camisa 10 do time canarinho. 

No ano passado, inclusive, Bruno teria reclamado que Neymar deu um chute nele durante uma brincadeira no carteado. Na semana passada no entanto, a Polícia Federal bateu na porta do parça do “menino Ney”. Na casa dele, segundo a investigação, os policiais anunciaram que Bruno estava preso. 

Publicidade

O motivo é que, segundo os agentes, o amigo do jogador, teria ajudado a chegar quase uma tonelada de cocaína até à Bélgica. A droga sairia do porto de Santos, em São Paulo, antes de chegar à Europa. A prisão ocorreu antes que a suposta droga chegasse até solo europeu. 

Publicidade

A PF já está acostumada a flagrar contêineres repleto de drogas no porto, o maior da América Latina — só em 2019, já foram apreendidas mais de 10 toneladas. Mas o esquema que Alves é suspeito de ter montado chamou atenção pela engenhosidade. 

Publicidade

Vale lembrar que o nome de Neymar em si não é investigado pela operação. O nome do craque, no entanto, está envolvido em uma acusação de estupro pela modelo Najila Mendes. Ele também é investigado por divulgar supostas fotos íntimas da moça.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.