Globo afasta mais uma repórter após ‘interesse pessoal’ em matéria sobre jogador

PUBLICIDADE

A Rede Globo está passando o pente fino. Depois de afastar Mauro Naves, na noite de quarta-feira, após envolvimento no caso Neymar, a emissora afastou uma repórter nesta quinta-feira (6).

PUBLICIDADE

Mauro Naves que está na Globo há 31 anos, passou o contato do pai do jogador para o primeiro advogado de defesa de Najila Trindade, a mulher que acusa Neymar de estupro. A Globo viu aí um motivo para afastá-lo.

Agora, a repórter Ana Helena Goebel foi afastada após fazer uma matéria sobre o volante Cuéllar, do Flamengo. Na reportagem, Ana Helena informa que o volante rubro-negro tem propostas da Europa e pode ter feito o último jogo pelo Flamengo no sábado, quando a equipe carioca enfrentou o Fortaleza.

Até aí não há nada demais. O problema é que a repórter é casada com Gianfranco Petruzziello. Para quem não está por dentro do mundo do futebol, Gianfranco é empresário de Cuellar.

A informação que se tem é que não há propostas oficiais por Cuéllar vindas da Europa. Ao produzir tal reportagem, Ana Helena é acusada de criar uma narrativa, de acordo com o jornalista Tiago Cordeiro, do blog Cronista Esportivo.

PUBLICIDADE

Em nota, a Globo explicou que afastou a repórter que estava escalada para a cobertura da Copa América, que será disputada no Brasil a partir do dia 14 de junho. “A repórter Ana Helena Goebel deixará a cobertura da Copa América até que tudo seja esclarecido”, afirmou a emissora.

Cuéllar segue no Flamengo. Na terça-feira, o Fla venceu o Corinthians por 1 a 0, no Maracanã, e avançou às quartas de final da Copa do Brasil.