in

Mulher mata filho com a ajuda de companheira e polícia revela o motivo do crime bárbaro

Polícia Civil DF / Arquivo Pessoal Rosana

Um crime bárbaro tem chamado a atenção de todo o Brasil. Na última sexta-feira (31), o menino Rhuan Maycon da Silva Castro, de nove anos, foi morto e esquartejado pela mãe, Rosana Auri da Silva Cândido, de 27, e a companheira dela, Kacyla Pryscila Santiago Damasceno Pessoa, de 28.

Publicidade

As suspeitas foram presas no sábado (1º) e a Justiça decretou prisão preventiva. De acordo com o inquérito policial, Rosana já planejava o crime há algum tempo e decidiu antecipar o assassinato do próprio filho para o último dia do mês de maio.

De acordo com a polícia, as duas mulheres foram a um caixa eletrônico sacar dinheiro da pensão da filha de Kacyla, uma menina de oito anos. O dinheiro, porém, não estava disponível. Por determinação da Justiça, o recurso havia sido suspenso. O valor de R$ 1 mil era pago pelo servidor público Rodrigo Oliveira, pai da menina.

Publicidade

O crime ocorreu em Samambaia, no Distrito Federal. De acordo com a Polícia Civil do DF, o crime foi cometido porque as duas companheiras queriam diminuir gastos. A suspensão da pensão teria sido um dos motivos.

Publicidade

De acordo com a família do pai de Rhuan, o garoto foi sequestrado há cinco anos pela mãe, no Acre. Rosana deixou o estado da região norte sem informar Maycon Douglas de Castro, pai de Rhuan. Após o sumiço, a família teria registrado um boletim de ocorrência em Rio Branco, capital do estado.

Publicidade

O corpo de Rhuan Maicon será encaminhado para Rio Branco para que a família possa fazer o velório e sepultamento, marcado para esta quarta-feira (5).

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!