in

Mulher que acusou Neymar poderá ser levada à força até a delegacia

Terra

A mulher que acusou Neymar de ter abusado dela em um hotel em Paris já foi convocada por duas vezes pela Polícia Civil, mas não compareceu para prestar novos esclarecimentos a respeito do Boletim de Ocorrência registrado por ela na sexta-feira, dia 31 de maio, em São Paulo.

Publicidade

De acordo com o portal UOL, ela será chamada novamente, uma vez que não há um limite para intimações, mas pode ser que ocorra condução coercitiva, porém, pessoas próximas ao caso alegam que esta opção seria utilizada somente no último caso.

Condução coercitiva é uma opção que a polícia tem para levar a pessoa à presença de autoridades, independente da vontade da mesma. É uma medida já prevista no Código Penal Brasileiro, usada quando alguém é intimada e não comparece.

Publicidade

No caso Neymar, a denunciante deveria ter ido à 6ª Delegacia de Defesa da Mulher nesta última segunda-feira (03), depois ficou marcado para o dia seguinte, mas ela não compareceu em nenhuma das duas datas.

Publicidade

A Polícia Civil alegar que precisa esclarecer alguns pontos referentes às declarações dadas por José Edgar Bueno, que foi o primeiro advogado contratado pela mulher que está acusando Neymar de estupro. De acordo com declaração dada por José Edgar, a intenção iniciar dela era reportar crime de agressão, mas só depois mudou para violência sexual.

Publicidade

Outro ponto a ser esclarecido pela Polícia Civil é em relação aos exames que a mulher fez, onde foram apontadas lesões. Como a apuração corre em sigilo, a delegada responsável pela investigação não comentou nada.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Russel

Sempre ligado a tudo que acontece no Brasil e no mundo, estou sempre trazendo as últimas notícias sobre o mundo dos famosos, reality shows, filmes, músicas, novelas e programas de televisão de um modo geral. Aqui você ficará sempre muito bem informado. Se quiser entrar em contato, fique à vontade: russelmy@yahoo.com.br