in

Neymar tenta se defender de abuso com conversa do Zap Zap, mas detalhe o complica mais

Na noite deste sábado, 1 de junho, o jogador da seleção brasileira de futebol, Neymar Junior, falou pela primeira vez sobre a acusação de abuso que recebeu de uma mulher brasileira. O crime teria ocorrido em um hotel de Paris, na França. 

Publicidade

No vídeo, o atleta divulgou uma conversa no WhatsApp, com o objetivo de mostrar que aconteceu sim a relação íntima com a moça, porém, que essa teria sido consentida. Um dos trechos da conversa, no entanto, complica a vida do jogador, já que reforça o depoimento da vítima. 

A mulher que fez um Boletim de Ocorrência, em uma delegacia de São Paulo, informou que aceitou mesmo que Neymar entrasse em seu quarto, porém que ele estaria bêbado e, em determinado momento, teria ficado violento, forçando ela a fazer a relação. 

Publicidade

Um suposto perfil no Instagram, que seria da mulher que acusa Neymar, está divulgando vários stories sobre o caso; inclusive sobre a possibilidade de publicar toda a conversa que teve com o craque no WhatsApp. Segundo os stories, a conversa divulgada por Neymar não está completa.

Publicidade

Publicidade

Na conversa pelo WhatsApp, exibida pelo Neymar, como mostra o conteúdo divulgado pelo próprio jogador, ele diz que estava bebendo antes de encontrar a jovem e que, inclusive, estaria embriagado. “Meio bêbado já“, diz a conversa exibida pelo atleta, como pode ser visto abaixo:

No vídeo, Neymar afirma que foi vítima de uma armadilha: “Acho que é o momento de todo ficar sabendo o que aconteceu. É ruim me colocar nessa situação, bem chato. É muito triste acreditar que o mundo está assim. Que existem pessoas que querem se aproveitar, que querem extorquir as outras”.

Não é a primeira vez que jogadores brasileiros se metem em confusão por conta de sua intimidade. No passado, o ex-jogador Ronaldo foi parar na polícia, após ser extorquido por um transexual.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.