in

Você sabia que existem aracnídeos vivendo em seu corpo?

Reprodução: Mega Curioso

Você sabia que a pele do seu belo rostinho pode ser a principal residência de aracnídeos? Mas antes que você se assuste e comece a estapear seu rosto tentando matá-los, saiba que eles são completamente inofensivos e não apresentam perigo quando estão em ambientes equilibrados.

Publicidade

Existem dois tipos de ácaros habitando em nosso corpo

Existem pelo menos dois tipos de aracnídeos microscópicos habitando no rosto do ser humano. Esses ácaros são Demodex folliculorum e o Demodex brevis. De acordo com a revista científica Live Science, esses ácaros que são parentes das aranhas e carrapatos vivem nos poros de mamíferos, incluindo seres humanos.

Apesar de o nome ácaro soar estranho e aparentemente perigoso, esses seres vivos não apresentam risco ao seu hospedeiro se o ambiente estiver em equilíbrio, mas se o ambiente sofrer algum tipo de modificação alguns transtornos podem acontecer, são eles: sarna (em cães) e doenças de pele como inflamação das pálpebras em humanos. 

Publicidade

É importante ressaltar que os cravos na pele não são ácaros, mas que a presença dos aracnídeos pode agravar a situação dos cravos deixando-os inflamados. 

Publicidade

Cientistas ainda não sabem desde quando isso aconteceu

O estudo científico comprovou que todas as pessoas (sem exceção), têm ácaro. Também foi comprovada a existência de dois tipos de aracnídeos no rosto humano. Além disso, é importante saber que ainda não se sabe como nem quando esses seres começaram a conviver com a raça humana.  

Publicidade

Os cientistas suspeitam que esse convívio começou há centenas de anos, mas só agora essa relação pôde ser comprovada. Mas, o mais importante de tudo é que a convivência é harmônica e até onde se sabe, não apresenta riscos aos seres humanos. 

Publicidade
Publicidade

Escrito por Tatiane Braz

Estudante, escritora e apaixonada pela verdade, tenho como meta levar a notícia de forma clara e real. Amo ler e percebo a cada dia que um mundo melhor se faz quando o conhecimento que adquirimos é colocado em prática.