in

Evento coloca crianças na passarela para adoção e revolta: ‘Olha o que gostar e leva’

Um evento realizado nesta terça-feira, 21 de maio, causou revolta nas redes sociais. A  Associação Mato-grossense de Pesquisa e Apoio à Adoção (AMPARA), em parceria com a Comissão de Infância e Juventude (CIJ) da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso (OAB-MT) organizou a chamada ‘Adoção na Passarela’. O objetivo, segundo a instituição, era dar visibilidade para as crianças adotadas. 

Publicidade

Segundo a OAB-MT, essa é a segunda vez que o evento ocorre. Na primeira, duas crianças teriam sido adotadas. Dessa vez, o desfile aconteceu em um shopping de Mato Grosso. A instituição deixa claro que a noite era para os “pretendentes”, que é o nome dado a quem quer adotar uma criança. 

É claro que por ser incomum o caso gerou revolta nas redes sociais. Muitas pessoas simplesmente abominaram a ideia. Entre os argumentos, vão da competição não saudável, até ao fato da grande exposição de menores que estão em uma situação de adoção. 

Publicidade

Publicidade

Gosta de música? Ouça clássicos das décadas de 70, 80 e 90 agora mesmo | CLIQUE AQUI

Publicidade

A colunista de Marie Claire, Stephanie Ribeiro, foi uma das que comentou e criticou o evento: “Sabe o que é isso? É um DESFILE para que pessoas que estão aptas a adotar possam VER essas crianças”, escreveu ela. 

Publicidade

Internautas também se colocaram contra a ideia. “Uma feira de adoção? Uma vitrine? Olha o que gostar e leva pra casa?
Eu não sei que nome dar pra isso”,
disse um dos internautas completamente revoltado com a situação. 

Outros também lembraram da exposição e como isso cria um ambiente ruim para as crianças. “Que tristeza. Imagina como essas crianças não devem ficar ansiosas.. e psicologicamente abaladas com toda essa exposição, para depois lidarem com expectativas não correspondidas… porque isso abre a ideia da competição né. Que triste, o tanto de coisas que essa ação pode desencadear é sem fim”, disse outro internauta. 

O shopping onde ocorreu o evento se posicionou em nota oficial dizendo que repudia qualquer tipo de exposição de crianças e adolescentes e afirmou que vários órgãos apoiaram a ação. Entre eles,  Ministério Público do Estado do Mato Grosso e Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania, Sindicato dos Oficiais de Justiça.

O shopping reitera que o evento contou ainda com o apoio do Ministério Público do Estado do Mato Grosso, Poder Judiciário do Estado do MT, Governo Estadual do MT, Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania, Sindicato dos Oficiais de Justiça, Associação Nacional do Grupo de Apoio à Adoção e Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente, além do Tribunal de Justiça do Mato Grosso“, publicou o Pantanal Shopping.

Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.