in

Ator demitido pelo SBT critica Bolsonaro e diz o que falta em novela infantil: ‘casal gay’

Reprodução / SBT

O ator Nando Cunha, de 62 anos, está se despedindo da novela As Aventuras de Poliana, do SBT, em que interpretou Ciro. Na quarta-feira (15), o ator não teve o contrato renovado pela emissora de Silvio Santos e seu personagem terá uma morte trágica na novela escrita por Íris Abravanel.

Publicidade

Ao deixar a emissora, Nando polemizou e sobrou até para o presidente Jair Bolsonaro. Segundo o ator, a novela infantil tem um texto conservador. “Eu vejo um texto extremamente de direita. Eles querem passar a história de uma família conservadora tradicional brasileira e coisas dessa nova onda, e não mostram a diversidade”, afirmou, em entrevista ao Notícias da TV.

Nando afirmou ainda que o pensamento do SBT, de Silvio Santos e do presidente Bolsonaro é conservador. Em sua opinião, o Brasil vive um retrocesso econômico e cultural. Por conta disso, acredita ele, Bolsonaro foi eleito presidente.

Publicidade

“A novela não dialoga com os diversos tipos de relacionamentos que temos na sociedade; [não tem] um casal gay, as diversas formas de gênero…”, disparou Nando Cunha, que antes de chegar ao SBT passou por novelas da Rede Globo.

Publicidade

Experiente na função de ator, ele criticou o texto de Íris Abravanel. Segundo ele, pessoas que o encontravam na rua criticavam o andar moroso do folhetim infantil do SBT. Apesar das críticas, Nando, acostumado a trabalhos mais liberais e chocado com o conservadorismo nos bastidores de Poliana, também fez elogios.

Publicidade

A atriz infantil Duda Pimenta, que interpreta Kessya na trama, foi elogiada pelo ator, que classificou o trabalho dela como maravilhoso e a chamou de “princesa de Uganda”.

Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!