in

Mistério ronda sorteio da Mega-Sena de R$ 289 milhões, e Caixa é acusada de fraude

CEF / Arte: Diogo Marcondes

Quem acessa redes sociais, como Facebook e Twitter, deve ter se deparado com alguma postagem criticando o resultado do sorteio da Mega-Sena realizado no último sábado (11). Os R$ 289 milhões foram para apenas um ganhador.

Publicidade

Segundo a Caixa Econômica Federal, o vencedor já deu entrada nos documentos para receber o valor ganho, mas o banco não havia informado a cidade onde a aposta foi feita pela internet.

O fato de não revelar a cidade logo no início abriu espaço para uma série de teorias da conspiração. Nesta tarde de terça-feira (14), a Caixa revelou que o vencedor é do estado de Pernambuco. 

Publicidade

O site Boatos.org publicou um texto refutando a ideia de que houve fraude na Mega-Sena e desmentiu o texto que circula pelas redes sociais alegando que houve manipulação no resultado.

Publicidade

Nas redes sociais, porém, a opinião dos internautas é diferente. “Essa foi a maior fraude da história na Mega-Sena. O Ministério Público precisa investigar isso”, escreveu um internauta. Uma outra pessoa marcou o presidente Jair Bolsonaro na postagem.

Publicidade

“A respeito do sorteio da Mega-Sena 290M que saiu para um apostador eletrônico, não sabemos a origem do ganhador, somente a Caixa Federal. Queremos e temos o direito de saber pra onde foi o dinheiro de milhões de apostadores. Pedimos aos responsáveis uma investigação”, escreveu outra internauta.

A Caixa não comentou sobre o assunto até o momento. Polêmicas a respeito da Mega-Sena e de outras loterias são comuns no Brasil. O texto que circula pelas redes sociais e alega que houve fraude já foi compartilhado em anos anteriores.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!