in

Filho de Bolsonaro defende pai e acaba com a raça de Luciano Huck

Veja / TV Globo / Montagem

O apresentador Luciano Huck é um dos nomes mais conhecidos da televisão brasileira, mas acabou sendo vítima da própria língua. Tudo porque o dono do Caldeirão acabou criticando o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro. O marido de Angélica disse, entre outras coisas, que Jair não era nenhum salvador da pátria. 

Publicidade

Huck, que para muitos em um futuro próximo poderá ser candidato à presidência, argumentou que todos precisam organizar as próprias ideias e não esperar um milagre. Desde então, ele tem sido alvo da patrulha de plantão. 

O apresentador ainda argumentou que para melhorar o nosso país a educação seria a melhor solução. Luciano também criticou, na época do comentário, o ex-ministro da educação, Ricardo Vélez. O comentário foi feito antes do governo federal anunciar o corte de 30% no orçamento das faculdades federais. 

Publicidade

“Não existe salvador da pátria. Precisamos organizar nossas ideias para colocar as melhores soluções em prática”, disse Huck.
“Educação é a solução. É só colocar em prática‘, contou o comunicador. 

Publicidade

O empresário Luciano Hang, dono da Havan, disse que Luciano era um esquerdista, dando a entender que não seria a primeira vez do comunicador criticando o governo. Quem também defendeu Bolsonaro foi o filho do presidente, Carlos Bolsonaro.

Publicidade

Nesta quinta, nove de maio, Carlos compartilhou outra fake news em suas redes. Com a manchete “Bolsonaro descobre que Huck abocanhou 20 milhões do MEC. Comprou até jatinho”, colocou seus seguidores na cola do apresentador. E inundou a página do apresentador de críticas.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.