in

Delegado revela ao vivo o porquê marido de Carol pode ser preso e surpreende

Reprodução: Instagram Carol Biittencourt / G1/ Fernando B.

Nesta segunda-feira, 6 de maio, o delegado Vanderlei Pagliarini, responsável pelo inquérito da morte de Carol Bittencourt, deu uma entrevista ao vivo pelo TV Fama, da RedeTV!.  Na entrevista, o delegado confirmou que o marido da modelo pode ser preso, mas lembrou que dificilmente isso ocorrerá no caso de Jorge Sestini.

Publicidade

Para Vanderlei, o juiz deve acabar deixando de dar a pena de reclusão, pois entende que a pena maior foi perder a esposa na tragédia. Ele acredita que a pena seja substituída por prestação de serviços. 

Ainda segundo o delegado, Jorge teria sido displicente ao sair com a esposa para o alto-mar. Segundo o profissional, nem mesmo coletes guardas-vidas foram levados por ele, que era o piloto da embarcação.

Publicidade

Vanderlei explicou que Jorge poderia ter salvo a vida da esposa, caso seguisse as normas de navegação. Ele lembrou que esse colete é item obrigatório e, em lanchas, deve ser utilizado todo o tempo. Além disso, mesmo que não estivesse usando no momento da queda da modelo, o utensílio poderia ser utilizado para que ajudasse Carol a boiar. 

Publicidade

Entenda o caso

Caroline e o marido, Jorge Sestini, passaram o dia de domingo (28) em um passeio de lancha pelo litoral norte de São Paulo. Sozinhos, eles saíram de Ilhabela por volta de 16h40 rumo à São Sebastião, conforme informou o tenente Teixeira, da Comunicação Social da Delegacia da Capitania dos Portos de São Sebastião, ao portal da RedeTV!.

Publicidade

O casal, no entanto, foi surpreendido pelo forte vendaval e a tempestade que atingiu a região e, por circunstâncias que ainda serão apuradas, a modelo caiu do barco.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.