in

Tristeza! Jogador toma água fria depois de jogar futebol e morre de parada cardíaca

Divulgação Pinterest

Depois de praticar algum esporte, a primeira coisa que se procura é esfriar o corpo com um pouco de líquido, seja água enérgica ou simples. No entanto, um homem de família de Sullana, no Peru, morreu depois de beber água fria depois de jogar futebol.

Publicidade

De acordo com Diario Ojo, a vítima desta morte incomum foi identificada como Luidwin Flores, 27 anos, que trabalhava como taxista local. 

O trágico evento aconteceu na tarde do dia 1º de maio, depois que ele jogou um jogo de futebol com sua equipe do Club Los Rangers. Aproveitando o feriado para o Dia do Trabalho, Luidwin decidiu suar a camisa com sua roupa de amador e, depois do jogo, ele voltou para casa com muita sede. 

Publicidade

Segundo sua esposa, Ingrid Távara, ao voltar para casa, Luidwin entrou na cozinha, abriu a geladeira e, sem pensar duas vezes, pegou um copo cheio de água gelada e bebeu.
Minutos após essa ação, o futebolista amador começou a se sentir mal, apontando que seu peito doía muito e ele tinha dificuldade para respirar. Ele foi levado às presas para uma unidade médica, mas já chegou no hospital morto.  

Publicidade

Segundo os médicos do Hospital Geral de Sullana relataram, o jovem atleta sofreu uma parada cardiorrespiratória fulminante, devido à combinação de coração acelerado e água gelada.
Como se a história não fosse trágica, seu filho de cinco anos passou seu aniversário em 2 de maio, no meio da cerimônia fúnebre de seu pai, que nunca imaginou que um copo de água gelada tiraria sua vida.  

Publicidade

De acordo com o site Publinews, o coração tem veias que surgem da artéria aorta e estas coroam todo o órgão vital. Quando há frio ao redor do corpo, esse músculo sofre uma contração que diminui seu tamanho. 

Ao tomar uma bebida fria abruptamente, o frio do líquido passa próximo a essas artérias do coração, uma situação que força o vaso sanguíneo a entupir e, assim, gerar um possível infarto, que em casos como esse é fatal.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Francisco Nunes

Barbeiro profissional.