in

Globo passa tensão ao vivo com ex-presidiário supostamente armado e repórter corre perigo

Nesta quinta-feira, 2 de maio, a TV Globo, no Rio de Janeiro, teve um link ao vivo supostamente invadido por um homem armado e usando uma tornozeleira eletrônica. O fato ganhou destaque através do site UOL, que repercutiu publicações realizadas pelo público através das redes sociais. 

Publicidade

No momento em que o homem aparece, a repórter Susana Naspolini estava comandando o quadro RJ Móvel. Esse é um dos quadros mais populares do RJ TV 1ª Edição, no qual a repórter costuma mostrar problemas das mais variadas regiões do Rio de Janeiro, solicitando ao poder público possíveis soluções para os mesmos. 

O objetivo do link era denunciar os problemas das cidades da Região Metropolitana do Rio e da Baixada Fluminense, no bairro Éden, em São João do Meriti, e no momento que o homem apareceu, ela mostrava o abandono de uma escola pública.

Publicidade

A pessoa suspeita então ficou lado a lado com a repórter, com o objeto que parecia uma tornozeleira que monitora os presidiários. Apavorados, os telespectadores temeram pela vida da jornalista, que não percebeu nada no momento que levava a informação.

Publicidade

Veja abaixo um dos vídeos divulgados nas redes sociais em que o suposto presidiário aparece. Para o público, o homem estaria carregando uma arma na cintura:

Publicidade

Muitas pessoas, indignadas com a situação, marcaram jornalistas da Globo em suas postagens. Alguns queriam explicações sobre o porquê deixaram a repórter Susana Naspolini ficar no local ao lado de uma pessoa que, para os internautas, ofereceria algum tipo de perigo. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.