in

‘Aberração jurídica’, diz dirigente após Grêmio ser condenado a pagar valor milionário

Reprodução: Gaúcha ZH

Após estrear com derrota no Brasileirão Série A, o tricolor gaúcho sofreu com outro resultado ruim também fora das quatro linhas. O time foi condenado pela justiça do estado do Rio Grande do Sul e terá que pagar valor milionário ao Diadema, time do interior paulista.

Publicidade

Entenda o caso

O atacante Pedro Rocha, de 24 anos de idade, era um dos destaques do tricolor gaúcho na temporada 2017 e acabou chamando a atenção de um clube russo. O Grêmio vendeu o atleta ao Spartak Moscou, no entanto, o clube tinha direito apenas a 70% dos direitos do atacante.

Nesta quarta-feira, 01 de maio, o clube foi condenado pela juíza Kétlin Carla Pasa e terá que pagar valor milionário ao Diadema. Uma multa previa que, em caso de venda do atacante, o Grêmio teria que repassar 30% do valor ao clube do interior paulista.

Publicidade

O tricolor gaúcho, por sua vez, alega que só deveria repassar qualquer valor em caso de venda do jogador ainda no ano de 2015. O dirigente do clube, Nestor Hein, vê a condenação como uma “aberração jurídica”.

Publicidade

Dentro de campo

O Grêmio deverá recorrer da decisão da juíza, enquanto isso, dentro de campo o time segue focado em seus compromissos e mira alcançar mais títulos na atual temporada.

Publicidade

O próximo duelo será nesta quarta-feira, às 19h15 (horário de Brasília), em partida válida pela 2ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Os comandados do técnico Renato Gaúcho estrearam com derrota na competição e precisam dar uma resposta aos seus torcedores. Mesmo atuando fora de casa, o Grêmio entra como favorito na partida do Estádio da Ressacada e irá colocar em campo o que tem de melhor em seu elenco.

Publicidade
Publicidade
Publicidade