in

Lula tem pena diminuída no STJ com votos de ministros indicados por ele e Dilma

Reprodução / PT

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está preso desde abril do ano passado, após ser condenado em segunda instância pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A pena aplicada pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) foi de 12 anos e um mês. 

Publicidade

Nesta terça-feira (23), em julgamento no Superior Tribunal de Justiça (STJ), a Quinta Turma decidiu diminuir a pena de Lula para oito anos e dez meses. Com isso, o ex-presidente pode ir para o regime semiaberto a partir de outubro, quando terá cumprido um sexto da pena, de acordo com a Lei de Execução Penal Brasil (Lei 7.210/1984).

Votaram pela redução da pena de Lula os ministros Felix Fischer, relator dos processos da Lava-Jato; Jorge Mussi, Ribeiro Dantas; e o presidente da Quinta Turma, Reynaldo Soares da Fonseca.

Publicidade

A diminuição da pena de Lula foi bastante comentada nas redes sociais e alguns internautas levantaram o fato de que dois dos três ministros foram indicados pelo Partido dos Trabalhadores (PT).

Publicidade

Reynaldo Soares da Fonseca tornou-se ministro do STJ por indicação de Dilma Roussef, em 2015. Jorge Mussi foi indicado por Lula, em 2007. Félix Fischer está na corte desde 1996, quando foi indicado por Fernando Henrique Cardoso (FHC).

Publicidade

Apesar da diminuição da pena, a corte negou que o processo de Lula fosse encaminhado para a Justiça Eleitoral, como queria a defesa do ex-presidente. Com isso, reconhece que os julgamentos realizados em primeira e segunda instância foram corretos do pontos de vista da condenação ao ex-presidente.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!