in

Se fingiu de morto em Brumadinho para fugir da família

Fotomontagem: G1/Russel

Recentemente, o noticiário revelou que um dos desaparecidos em Brumadinho, em Minas Gerais, estava vivo.  Evandro Hamann Schwirkowsky, 23 anos, acabou criando um grande mistério a respeito do seu sumiço. O motivo do seu desaparecimento mais parece caso de novela.

Publicidade

Evandro não estava desaparecido. Ele é quem quis sumir. O motivo é que sua família não aceitava o fato dele ser homossexual e, pouco antes da tragédia, segundo o rapaz, seu pai teria o atacado com uma foice. O jovem apenas queria viver sua vida normal, ao lado do namorado. 

A história do jovem que fugiu da própria família e se fingiu de morto para viver ao lado do amado

Evandro conta que no dia 20 de janeiro saiu de Salvador (BA) de bicicleta. Na estrada, pegou carona com caminhoneiros e chegou a Brumadinho cinco dias depois.

Publicidade

“Foi uma passagem rápida. Falei com algumas pessoas. Estava em busca de emprego”, conta. Saiu de lá apenas uma hora antes da tragédia. No caminho de volta para Salvador, ficou sabendo do episódio. Foi quando tomou uma decisão: iria seguir entre os desaparecidos e fugir.

Publicidade

Então porque depois de tanto tempo, Evandro decidiu reaparecer? Ao saber que sua família – mesmo o tendo rejeitado – estava atrás da indenização da companhia Vale do Rio Doce, que pagará R$ 100 mil para os familiares de cada vítima falecida na tragédia, Evandro não pensou duas vezes. Ele foi atrás das autoridades e contou toda a verdade. 

Publicidade

O caso é tão surreal que, em entrevista ao jornal ‘O Dia’, o autor de novelas Ricardo Linhares disse que essa história prova que as tramas dos folhetins podem sim fazer parte da vida real. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.