in

Antes de final, Andrés ameaça não deixar o Corinthians entrar em campo

Veja - Abril.com

A decisão entre São Paulo x Corinthians pela final do Campeonato Paulista está chegando e as alfinetadas entre os rivais também. Assim como em todo clássico paulista, às vésperas do jogo os dirigentes dos clubes dão entrevistas polêmicas que servem para apimentar ainda mais a partida.

Publicidade

Após ver o ônibus do Palmeiras ser atacado por alguns torcedores antes da partida desta quarta-feira (10), o Corinthians aproveitou para notificar que não entrará em campo pela final do Campeonato Paulista caso seu ônibus seja alvo de agressões a caminho do Morumbi.

Um dia após a notificação do Timão, o presidente Andrés Sanchez aproveitou para dar uma entrevista coletiva sobre o assunto na manhã desta quinta-feira (11).

Publicidade

O presidente do Corinthians aproveitou para reforçar a posição do clube, que apesar de se mostrar mais tolerante, não demonstrou qualquer preocupação em casos de consequências com a equipe Alvinegra sobre não entrar em campo.

Publicidade

Estou avisando antes: se quebrarem um vidro do ônibus no domingo, não vamos jogar. Se jogarem uma pedra e amassar, aí podemos ver, nós também não somos tão radicais. Mas se quebrar um vidro do ônibus, o Corinthians não entra em campo”, disse Andrés. “Pode dar W.O. Isso tem que acabar“, concluiu o presidente do Timão.

Publicidade

Andrés Sanchez se referiu ao W.O, por conta de uma declaração do Delegado Olim, presidente do Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP). Um dia após a notificação do Corinthians, ele disse: “a consequência de não jogar (a final do Campeonato Paulista) seria o W.O”.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Bruno Avila

Redator de futebol, política e famosos desde 2016. Hoje um dos redatores mais lidos do 1News Brasil. Fique à vontade para falar comigo: brunoavilaprof@outlook.com