in

Paula pode até ‘perder tudo’, mesmo se ganhar o BBB, e Rodrigo ri por último

Foto/Montagem: Globo/Fernando

Nesta segunda-feira, 8 de abril, Gabriela falou pela primeira vez sobre as polêmicas envolvendo Paula no ‘Big Brother Brasil 19’. A favorita do programa não apenas foi acusada de racismo, como virou alvo de um inquérito policial. Rodrigo já acionou advogados e pretende processar a loira, criminalmente e no civil.

Publicidade

Gabriela confirmou que pretende se juntar ao ex-participante do programa, o que em teoria mune Rodrigo no processo.  A ex-participante conta que não tinha ciência de que os comentários de Paula foram tão graves assim. Além do preconceito racial, Paula é acusada de intolerância religiosa. 

“Vi uns vídeos bem polêmicos nessa madrugada, que eu vou fazer algumas coisas (a respeito). Principalmente, sobre intolerância religiosa, porque eu acho que respeitei tudo lá dentro, Ana. E me chocou um pouco. Então, vou conversar com o Rodrigo e daqui pra frente são outras coisas”, disse ela ao falar sobre o caso. 

Publicidade

Por ter sua honra atingida, Rodrigo pode pedir à justiça a chamada ‘indenização por danos morais’. Casos assim são comuns. Em 2001, por exemplo,, um porteiro foi indenizado em R$ 10 mil por dano moral em virtude de uma ação que sofreu no momento do seu trabalho.

Publicidade

Não é difícil achar casos parecidos. A lei brasileira também estabelece que casos desse tipo podem levar à prisão. O delegado Gilbert Stivanello, titular da Delegacia de Combate a Crimes de Racismo e Intolerância do Rio de Janeiro, confirmou que se presa, Paula pode ganhar uma condenação que pode chegar até 3 anos de prisão. 

Publicidade

Apesar de todas essas polêmicas, a loira é a favorita a vencer o programa, que termina nessa sexta. 

Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.