in

Mulher que salvou motorista em acidente com Boechat pode entrar para a política e já tem partido

Reprodução / Record TV

A imagem de Leiliane Rafael da Silva tentando salvar um caminhoneiro no acidente que envolveu o helicóptero onde estava o jornalista Ricardo Boechat, da Band, rodou o Brasil. O caso aconteceu no dia 11 de fevereiro e Leilane virou a heroína do caso.

Publicidade

Ela passava pela Rodovia Anhanguera de moto, acompanhada pelo marido, quando decidiu agir. Ela ainda queria salvar Boechat, mas foi impedida porque o helicóptero pegou fogo. Quase dois meses depois do episódio, Leilane está novamente em evidência.

Na sexta-feira (5), ela foi convidada para ser candidata a vereadora na cidade de São Paulo pelo Partido da República (PR). As eleições para prefeito e vereador acontece em 2020 e os partidos buscam trunfo para garantir milhões de votos.

Publicidade

“Conversamos a respeito do cenário político atual e da importância da participação feminina nesta área. Ouvi um pouco a trajetória de vida dela e estendi o convite para a candidatura. Ela ficou muito feliz com a parceria e disse que acredita na possibilidade de uma candidatura”, explicou Joel Batista, presidente do partido na cidade de São Paulo. Leilane afirmou que se candidatando e se elegendo poderia fazer mais pelo Brasil.

Publicidade

Atualmente, Leiliane faz tratamento médico. Ela tem uma malformação arterivenosa (MAV). Este problema é caracterizado pela alteração na formação dos vasos sanguíneos no cérebro. Dois dias depois de ajudar o caminhoneiro na rodovia, ele recebeu ajuda do programa Balanço Geral, da Record TV.

Publicidade

Ela está em tratamento com o médico Feres Chaddad Neto, especialista no caso e professor de neurocirurgia da Unifesp.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!