in

Decisão de Bolsonaro se torna boa notícia para Globo e demais emissoras; veja o motivo

osul.com/ Globo Montagem: Marlon Cavalcante

O atual presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, já havia sinalizado que sua intenção era acabar de vez com o horário de verão no Brasil e que para isto fosse concretizado, havia solicitado alguns estudos para se informar melhor.

Publicidade

As emissoras são anualmente prejudicadas na audiência por causa do horário de verão que ocorre geralmente entre os meses de outubro e fevereiro. No entanto, hoje (05), Bolsonaro informou que neste ano não haverá mudança no fuso horário.

Segundo o presidente, durante um encontro com jornalistas no Palácio do Planalto, Bolsonaro disse: “Tomei a decisão que neste ano não teremos horário de verão”.

Publicidade

Para as emissoras, a mudança que ocorrerá será algo conveniente. No ano passado, o Distrito Federal e mais 10 Estados aderiram à mudança do horário de verão, enquanto o restante não adotou a medida. O resultado foi que as emissoras foram prejudicadas com as alterações e perceberam o impacto na audiência.

Publicidade

A Globo sofre com o problema do fuso desde o ano de 2012. Na região Norte e Nordeste, ela promove a chama ‘Rede Fuso’, que é considerada defasada, devido às programações de SP, RJ e Brasília serem exibidas uma hora depois nas regiões mencionadas.

Publicidade

O último horário de verão teve a duração reduzida, pois começou no dia 4 de novembro do ano passado e terminou no dia 16 de fevereiro deste ano. Normalmente, a mudança teria ocorrido um pouco antes, no terceiro domingo de outubro.

A decisão tomada pelo presidente Jair Bolsonaro influenciará diretamente nos resultados de audiência deste ano de forma positiva para as emissoras.

Publicidade
Publicidade
Publicidade