in

Vídeo: Paulo Guedes é chamado de ‘tchutchuca’ e faz sessão ser encerrada após ‘ataque’

Estadão

A reunião do CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara com o ministro da Economia, Paulo Guedes, acabou sendo encerrada por uma nova discussão.

Publicidade

Isso porque, o deputado Zeca Dirceu (PT-PR) alegou que o ministro do governo Bolsonaro é “tigrão” com alguns, mas para outros uma verdadeira “thuthuca”.

A declaração foi feita, porque segundo o político, o ministro privilegia os banqueiros e rentistas. Por volta das 20h23 desta quarta-feira (03), foi a vez do petista questionar o posicionamento de Paulo Guedes sobre a reforma da Previdência.

Publicidade

Publicidade

Paulo queria que estudos da equipe econômica, para que o governo priorizasse a dificultação das regras de aposentadoria, ao invés de propor as mudanças necessárias para o sistema bancário. Com isso, o político não se conteve e disparou: ” Eu estou vendo que o senhor é tigrão, quando é com os aposentados, com os idosos, com os portadores de necessidades; é tigrão quando é com agricultores, com professores”.

Publicidade

Em seguida, Dirceu complementou dizendo que ele era uma “tchutchuca”, quando se tratava de mexer na turma mais privilegiada do país, e que o cargo que Paulo ocupa exige uma postura diferente da demonstrada por ele.

Zeca Dirceu acabou sendo interrompido por aliados do governo do presidente Jair Bolsonaro. Guedes, que também não conseguiu engolir calado as desavenças proferidas pelo deputado, rebateu dizendo que “tchutchuca” era a mãe e avó. Logo depois, pediu para que o colega o respeitasse, assim como ele também faz com ele. O caso acabou gerando um conflito tão grande, que depois de seis horas e meia de sessão, ela acabou sendo encerrada.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Rômulo NC

Ator, youtuber e redator, Rômulo N.C é formado pela casa de artes cênicas Recriarte e sempre atuou como escritor de diversos sites.