in

‘Muito triste ver minha filha assim’, diz mãe da menina de 8 anos que teve as pernas cortadas

Extra

A pequena Eloah de Oliveira de Macedo tem apenas 8 anos de idade e está passando por um momento doloroso e traumatizante. A pequena está ocupando um dos leitos da UTI pediátrica do Hospital Albert Schweitzer, em Realengo, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, em estado grave.

Publicidade

De acordo com o boletim de ocorrência, o acidente com Eloah ocorreu na tarde do último domingo, dia 31 de março, quando ela passava de mãos dadas com sua mãe por uma passarela na Avenida Brasil, altura de Realengo, na Zona Oeste, a garotinha passou pela linha chilena e teve as duas pernas cortadas.  

Ela foi socorrida rapidamente e conduzida para a emergência do hospital sangrando muito, por conta da veia femoral rompida e após admissão hospitalar, seguiu imediatamente para o centro cirúrgico, onde foi operada. 

Publicidade

Durante o procedimento os médicos tiraram uma veia de um dos pés da paciente para colocar na perna, na tentativa de auxiliar a circulação sanguínea. Mesmo com o procedimento, as pernas continuam roxas e os médicos que cuidam do caso vão aguardar a evolução do quadro, mas não descartam uma possível amputação. 

Publicidade

As linhas chilenas, que são proibidas, são aquelas usadas para soltar pipa, mas algumas pessoas a fazem em casa usando cola e pó extraído de caco de vidro, outras são feitas com óxido de alumínio, o que as torna extremamente cortantes. 

Publicidade

Em entrevista a mãe, Vanessa Oliveira de Souza, de 26 anos, conta que Eloah está muito nervosa e só fala em ir logo para casa: “Está doida para ver o irmão dela. Para ver todo mundo, na verdade. É muito triste ver a minha filha assim. Só queria que Deus falasse para mim que minha filha vai ficar bem logo.” Desabafou em lágrimas.

Publicidade
Publicidade
Publicidade