in

Confirmado! Neto de Lula não morreu de meningite e causa da morte é envolta em mistério

Reprodução / Arquivo pessoal Lula

A morte de Arthur Araújo Lula da Silva, de 7 anos, neto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, não foi causada por meningite meningocócica, como divulgado no dia 1º de março, quando o garoto deu entrada no Hospital Bartira, em Santo André, às 7h da manhã e faleceu horas depois, por volta do meio-dia.

Publicidade

Laudo divulgado pelo Instituto Adolfo Lutz, nesta segunda-feira (1º), confirma que a causa da morte de Arthur não foi provocada pela meningite, mas sim por outra bactéria. Ainda não informações oficiais sobre qual seria essa bactéria, o que torna a morte do garoto é envolta em mistério.

Acredita-se que a bactéria causadora do falecimento de Arthur tenha sido a staphylococcus aureus, que é resistente a alguns antibióticos. Esta informação, porém, está não está confirmada como causa oficial da morte.

Publicidade

De acordo com o Diário do Grande ABC, Marlene Araújo Lula da Silva e Sandro Luis Lula da Silva, pais do garoto, foram informados que a causa da morte não havia sido meningite uma semana depois do falecimento.

Publicidade

Logo depois da morte de Arthur, a prefeitura de Santo André realizou algumas ações de saúde já que a doença é contagiosa. A escola onde o garoto estudava realizou ações para acalmar os pais dos demais alunos da instituição e orientá-los.

Publicidade

Além da causa da morte, o falecimento de Arthur causou polêmica porque havia dúvidas se a Justiça liberaria o ex-presidente Lula para ir ao velório do neto. Ele foi liberado e viajou de Curitiba, onde está preso na sede da Polícia da Federal, para São Paulo.

Publicidade
Destaque: Mulher quase é presa por emagrecer demais! Confira
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!