in

Alvo constante da Globo, Jair Bolsonaro resolve tomar medida surpreendente contra emissoras

exame.abril.com

O atual presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, que já está envolvido em diversas polêmicas nas redes sociais, desta vez se tornou assunto pelas medidas drásticas que está tomando no seu mandato.

Publicidade

Várias emissoras estão ficando insatisfeitas diante de uma espécie de ‘censura’ sofrida por parte do presidente já que ele proibiu as palavras ‘golpe’ e ‘ditadura’ nas reportagens.

De acordo com a jornalista Patrícia Kogut, do jornal O Globo, a empresa responsável pela TV Brasil, TV Brasil Internacional, Rádios EBC, Agência Brasil, Radioagência Nacional e Portal EBC, não irá poder mais utilizar nenhum desses termos.

Publicidade

Diante desse cenário, a Comissão de Empregados da EBC e os Sindicatos de Jornalistas e Radialistas resolveram divulgar uma nota de repúdio a essa nova determinação. Os profissionais disseram que estão sendo impedidos de usar as palavras citadas acima e que os termos terão que ser substituídos por ‘regime militar’.

Publicidade

Globo ironiza

Jair Bolsonaro virou alvo constante da emissora TV Globo. Através de quadros de humor, o líder do partido PSL é constantemente ridicularizado. Neste domingo, 31 de março, por exemplo, o programa Fantástico exibiu o quadro ‘Isso a Globo não mostra’. Durante o quadro, Bolsonaro e o presidente da câmara, Rodrigo Maia viraram alvo das brincadeiras.

Publicidade

Isso porque, o quadro resolveu se apossar de uma das falas de Rodrigo Maia, que durante algumas de suas declarações, chegou a mencionar que Bolsonaro estava “brincando de presidir o país”, e que estava “na hora de parar com a brincadeira”.

Publicidade
Publicidade
Publicidade