in

Bernardinho sobre atacante transexual Tiffany: ‘um homem, é f…’

Reprodução / FIVB / Record TV

Multicampeão no vôlei, o treinador Bernardinho está no centro de uma polêmica depois da eliminação de sua equipe, o Sesc-RJ, nas quartas de final na Superliga Feminina contra o Sesi/Bauru. A equipe de Bernardinho vinha de 14 finais seguidas na competição.

Publicidade

Na transmissão da partida pela televisão foi possível ver o treinador comentando um lance de Tiffany, atleta transexual que nasceu Rodrigo Abreu e fez alteração de sexo para jogar entre as mulheres depois de uma carreira apagada entre os homens.

Bernardinho vira para o banco de reservas e comenta um ataque de Tiffany. “Um homem, é f…”, exclamou o treinador.

Publicidade

O momento não passou em vão. O time Angels Volley Brazil publicou o vídeo no Instagram. A equipe LGBT criada há 11 anos não poupou críticas ao treinador multicampeão pelas seleções brasileiras feminina e masculina.

Publicidade

View this post on Instagram

Hoje era para ser um dia feliz para comunidade LGBTQI! Tifanny esta tendo uma bela segunda temporada de aceitação, onde a grande maioria finalmente entendeu que ela é uma mulher boa jogadora com dias bons e dias ruins como várias outras! Hoje ela e todo time do Bauru jogaram bem, algo que não aconteceu no jogo anterior, e mereceram a vitória classificatória na bola em quadra! Porém foi triste ouvir da boca de um técnico referência mundial, bicampeão olímpico, recordista em prêmios de Superliga que ela era um homem! " Um homem! É foda! " Transfóbicos e homofóbicos não vão passar sem serem apontados na nossa página! Pode ser o papa do vôlei… Vamos desmarcarar todos! Parabéns para o time feminino do Vôlei Bauru, mulheres incríveis que ganharam jogando por merecimento e sem nenhuma vantagem! #angelsvolley #angelsvolleybrazil #volei #voleibol #volley #volleyball #gayvolleyball #volleyballgays #volleygays #superligafeminina #superligadevolei #esporte #sport #sportsgay #sportgay #gaysport #gaysports #copaangels #copaangelsvolley #transfobia #direitostrans #mexeucomumamexeucomtodas #voleifeminino #direitodamulher #contraomachismo #mulheresunidas #convivertransforma #visibilidadetrans #diadavisibilidadetrans

A post shared by Angels Volley Brazil (@angelsvolley) on

Publicidade

“Transfóbicos e homofóbicos não vão passar sem serem apontados na nossa página! Pode ser o papa do vôlei… Vamos desmascarar todos! Parabéns para o time feminino do Vôlei Bauru, mulheres incríveis que ganharam jogando por merecimento e sem nenhuma vantagem”, escreveu na postagem.

Na manhã desta quarta-feira, Bernardinho se desculpou na postagem. Ele afirmou que não foi sua intenção ofender Tiffany. Segundo ele, a referência foi ao gesto técnico e o controle técnico que Tiffany tem. “Comum aos jogadores do masculino e que a maior parte das jogadores não tem”, explicou o treinador. Na postagem, porém, muitas pessoas concordaram com a primeira opinião do treinador.

“É homem….e está claramente levando vantagem sobre as mulheres. Ou agora é homofobia falar a verdade?”, comentou um internauta.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!