in

Joice Hasselmann é duramente massacrada nas redes sociais: ‘Oportunista, desequilibrada’

Overtube

A deputada Joice Hasselmann, do PSL, mesmo partido do presidente Jair Bolsonaro, usou suas redes sociais para comemorar o período da ditadura. Entretanto, a política foi desmascarada por tweets antigos no qual relata razões para não sentir saudade do período militar.

Publicidade

No Twitter é possível encontrar algumas das publicações feitas pela deputada, na qual ela relata ser contra o golpe militar. Em uma das muitas publicações postadas por Joice, ela cita um link de uma matéria em que a então presidente Dilma Rousseff, direcionando aos chefes das Forças Armadas, que evitassem realizar a comemoração do dia 31 de março.

Publicidade

Outra postagem mostrava mais de 377 pessoas responsáveis por crimes na ditadura. Em junho de 2012, Joice trouxe à tona a informação de que o Ministério Público Federal havia realizado a identificação de 62 casos de sequestro e ocultações de cadáveres na época da ditadura.

Publicidade

Toda a polêmica se desencadeou na última segunda-feira (25) quando o atual presidente da República, Jair Bolsonaro, que é ex-militar, determinou que as Forças Armadas comemorassem o golpe militar de 1964. O que chamou a atenção foi a declaração de Joice de que a decisão do presidente seria a “retomada da narrativa verdadeira de nossa história”.


Publicidade


Imediatamente, alguns tweets antigos da deputada vieram à tona trazendo toda a verdade sobre seu pensamento em relação à ditadura militar, tão aclamada pelo atual presidente da república Jair Bolsonaro.

No relatório da Comissão da Verdade, existe um trecho determinando a proibição para a realização de eventos comemorativos ao golpe de 64.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Rômulo NC

Ator, youtuber e redator, Rômulo N.C é formado pela casa de artes cênicas Recriarte e sempre atuou como escritor de diversos sites.