in

Morre um dos traficantes mais procurados da Baixada Fluminense

extra

O Rio de Janeiro é conhecido mundialmente pela postura violenta, não há como negar que o tráfico é o que mais prejudica as comunidades. A solução para acabar com essa criminalidade definitivamente ainda não existe, mas a polícia vem fazendo o seu melhor para capturar os criminosos.

Publicidade

Foi o que aconteceu na comunidade Lixão, onde em uma troca de tiros, um dos chefes do tráfico da região de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, foi morto. O nome dele era Charles Jackson Neres Batista, mais conhecido como Charlinho do lixão.

Publicidade

O 15ª BPM, localizado em Duque de Caxias, confirmou que houve trocas de tiros entre os policiais e membros da quadrilha do Charlinho. Ainda foi confirmado que o chefe do tráfico teria sido socorrido, mas não resistiu.

Publicidade

Publicidade

As autoridades relataram que o traficante estava na companhia de uma mulher e três homens na hora do ataque.

Ainda de acordo com a polícia, os tiroteios seriam uma tentativa desesperada de tentar impedir a prisão de Charlinho. O plano inicial da polícia seria entrar na casa do chefe do crime  e prendê-lo discretamente, mas seus aliados tiveram a ideia de tentar forçar a fuga do mesmo. A troca de tiros não acertou nenhum policial ou civil, apenas Charlinho perdeu a vida no confronto.

Charlinho tinha uma extensa  ficha criminal e seu crime marcante  foi em 2017, quando atirou na barriga de uma gestante. Infelizmente a criança não resistiu, somente a mãe conseguiu sobreviver.

Publicidade
Publicidade
Publicidade