in

13 mortos durante ataque dos EUA ao Afeganistão; segundo ONU, dez eram crianças

G1

Nesta segunda-feira (25), a ONU (Organização das Nações Unidas) trouxe à tona uma grande tragédia, que acabou culminando na morte de dez crianças da mesma família.

Publicidade

Segundo divulgado pela ONU, no último sábado (23), os Estados Unidos provocou um ataque aéreo no Afeganistão. O resultado foi a morte de dez crianças, além de três adultos civis.

O ataque, realizado na parte da manhã, foi motivado por uma uma batalha do Talibã; além de uma combinação de forças afegãs e norte-americanas em Kunduz, província localizada ao norte, onde a insurgência do Talibã é forte. Segundo o relato, foram mais de trinta horas de tumulto e confusão, até que tudo se acalmasse.

Publicidade

No mesmo sábado, o Talibã assumiu a responsabilidade por um ataque, que acabou culminando na morte de quatro pessoas, além de deixar mais de 31 feridos durante a comemoração em um estádio na cidade afegã de Lashkar Gah.

Publicidade

A Unama (Missão de Assistência das Nações Unidas no Afeganistão) informou que as crianças e os seus familiares, mortos no ataque aéreo dos EUA, haviam sido deslocados para outros locais durante o combate.
Três outros civis acabaram sendo feridos próximo a uma vizinhança de Konduz, em Telawka.

Publicidade

Debra Richardson, sargento e porta-voz da Otan, que falou com a imprensa, confirmou a informação de que as forças aéreas do EUA realizaram o ataque, mas nesta segunda-feira declarou que não sabe se civis foram realmente feridos. 

A sargento alegou que o intuito da missão é tentar evitá-las, enquanto o Talibã se esconde no meio dos civis intencionalmente para provocar tragédias.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Rômulo NC

Ator, youtuber e redator, Rômulo N.C é formado pela casa de artes cênicas Recriarte e sempre atuou como escritor de diversos sites.