in

Jovem de 20 anos, que é Testemunha de Jeová, está à beira da morte por não aceitar transfusão de sangue

Uma jovem de apenas 20 anos está em coma induzido na UTI de um hospital em Huesca, na Espanha. O seu caso é bastante crítico e tem se tornado pior, por não aceitar transfusão de sangue por causa de suas crenças religiosas.

Publicidade

De acordo com o jornal El País, a mulher, que é Testemunha de Jeová, foi submetida a uma cirurgia há alguns dias para tratar uma peritonite aguda, inflamação da membrana que reveste as paredes do abdomen. Os médicos se viram obrigados a induzir o coma e seria necessário o procedimento de transfusão de sangue, mas devido à doutrina religiosa, ela deixou escrito em seu testamento vital que não aceitaria tal procedimento de forma alguma.

Pelo fato de a paciente estar inconsciente, a equipe médica não a podem consultar novamente, sem possibilidade de intervenção na decisão. A família, que não faz parte da religião, pediu aos médicos para realizarem o procedimento, mas o Supremo Tribunal de Justiça de Aragão recebeu uma declaração médica que explicava a recusa da jovem em receber uma transfusão e a vontade da família e decidiu que a vontade da jovem deveria ser respeitada, por ser maior de idade.

Publicidade

“Tivemos outros casos semelhantes no ano passado. Quando há um testamento envolvido, o juiz determina sempre que a vontade do paciente deve prevalecer”, disse fonte médica ao jornal espanhol Heraldo de Aragón, que noticiou o caso.

Publicidade

Caso a jovem aceite a transfusão de sangue e sobreviva, poderá ser expulsa da igreja

Os seguidores desta religião são incentivados a não aceitarem tal procedimento médico, e se descumprirem tal ordem, poderão ser desassociados, ou seja, expulsos da comunidade e não poderão ter contato com os outros membros, mesmo que sejam da mesma família e não poderão participar das atividades, tal como o serviço de evangelização de casa em casa.

Publicidade

A pessoa desassociada só poderá retornar ao ciclo social da igreja após um período de punição, onde uma comissão de líderes, chamados de anciãos, analisam e julgam se a pessoa se arrependeu de tal ato e a readmitem.

Segundo a doutrina das Testemunhas de Jeová, foi Deus quem proibiu a transfusão de sangue

De acordo com o site jw.org, o oficial da Associação Torre de Vigia de Bíblia e Tradados, mantenedora da organização Testemunhas de Jeová, a Bíblia os proíbe de tomar sangue por qualquer via, baseado nos textos bíblicos de Gênesis 9:4, Levítico 17:14 e Atos 15:20.

Ainda segundo a publicação, Deus nos manda abster do sangue porque ele representa a vida, que é algo sagrado para Ele, baseado em Levítico 17:11 e Colossenses 1:20. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Anna Müller

Bastante ativa nas redes sociais, escrevo conteúdo sobre os mais diversos assuntos para a plataforma i7 Network.