in

Cavalo aflito se aproxima para dar o último adeus no funeral de seu melhor amigo humano

Kyioshi Abreu/Diário do Sertão

Costuma-se dizer que o cachorro é o melhor amigo do homem e ninguém discorda dessa afirmação. Mas um cavalo também pode cumprir esse papel com excelência e a prova está na história que aconteceu no estado da Paraíba e teve grande repercussão nas redes sociais por mostrar como os animais são sensíveis e amorosos.

Publicidade

O vaqueiro paraibano Wagner Figueiredo de Lima, de 34 anos, era dono de Sereno. Em 2017, Wagner, que trabalhava na prefeitura de Cajazeira, sertão da Paraíba, morreu em um acidente de moto no estado do Rio Grande do Norte.

O homem chegou a ser socorrido, encaminhado ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. No dia de seu enterro, que reuniu amigos e familiares, o cavalo Sereno foi levado ao velório e sepultamento para se despedir de seu dono. A atitude do animal chamou a atenção.

Publicidade

Ao ser colocado próximo do veículo onde estava o caixão com o corpo, Sereno deitou a cabeça sobre o caixão, em uma atitude de luto, carinho e amor. Este momento chamou a atenção de muita gente e as pessoas presentes, que já estavam emocionadas pelas circunstâncias normais, se emocionaram ainda mais diante da atitude daquele ser irracional. As imagens rodaram o Brasil e o mundo por meio das redes sociais.

Publicidade

“Esse cavalo era tudo para ele [Wagner], era como se o cavalo soubesse o que estava acontecendo e quisesse se despedir. Durante todo o trajeto até o cemitério ele relinchava e batia com as patas no chão”, afirmou Wando de Lima, irmão de Wagner. Ele afirmou que cuidaria do animal deixado pelo irmão a partir de então.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!