in

Entenda porque este homem está ‘preso’ nesta cápsula desde 1952

Fatos Desconhecidos

O medicina evoluiu e tem cada vez  mais se superado nos métodos de cura e tratamento de doenças. Alguns desses métodos por vezes podem até chocar os leigos, seja pela metodologia ou pela estranheza do aparato utilizado. 

Publicidade

Paul Alexander, de 71 anos, é escritor e advogado do estado do Texas e atualmente mora na cidade de Dallas. Há 65 anos faz uso de um respirador mecânico e é uma das poucas pessoas que ainda utilizam esse equipamento.

A máquina usa um ventilador de pressão negativa para auxiliar Paul a respirar. Ele mora sozinho e conta com a ajuda de um cuidador, que faz visitas frequentes para realizar as tarefas do dia a dia que ele não tem condições de fazer sozinho, como fazer a barba e ligar e desligar o aparelho respiratório.

Publicidade

Paul Alexander sobreviveu a uma poliomelite, doença que destrói as células nervosas da medula espinhal, levando o paciente a perder massa muscular e até mesmo à paralisia. Após anos e anos fazendo uso do aparelho, ele afirma já ter se acostumado com a necessidade de utiliza-lo, mas relembra como foram os primeiros dias, aos 6 anos de idade, em que precisou usar a maquina.

Publicidade

“Eu não sabia o que tinha acontecido. Eu tinha todos os tipos de imaginações, como se tivesse morrido. Fiquei me perguntando: é isso que é a morte? Isso é um caixão? Ou eu fui a algum lugar indesejável? Eu tentei me mover, mas não conseguia me mexer. Nem mesmo um dedo. Tentei tocar em algo para descobrir, mas nunca consegui. Então foi bem estranho.” contou em uma entrevista.

Publicidade

Ao longo de sua vida, Paul levou o aparelho a todos os lugares em que foi. O norte-americano chegou até mesmo a leva-lo em viagens que fez ao redor do mundo. Atualmente, ele esta escrevendo um livro onde contará suas experiências e memórias.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Higor Mendes

Redator com três anos de experiência, apaixonado por história da Segunda Guerra Mundial, política, futebol e curiosidades em geral.