in

5 coisas que você provavelmente não sabia sobre Adão e Eva; a 2 é inacreditável

Fatos Desconhecidos

O primeiro homem e a primeira mulher. É assim que todos, religiosos ou não, conhecem Adão e Eva. De acordo com a crença cristã, no inicio do mundo, Deus criou Adão, que se sentiu solitário no mundo tão vasto e vazio. Deus então teria usado uma de suas costelas para criar Eva.

Publicidade

Juntos, então, os dois teriam vivido tranquilamente no Jardim do Éden, até que uma serpente teria induzido Eva a provar a única coisa proibida por Deus: a ‘maçã’ da arvore da sabedoria. Ao descobrir a desobediência, Deus expulsou Adão e Eva do jardim e os dois teriam ido viver no mundo normal e todos os seus descendentes estariam condenados a sofrer pela desobediência de Eva.

Toda essa história é conhecida por todos, mas como sempre, nem todas as informações chegam ao conhecimento do público. Muitas se perdem com o passar dos anos, outras são modificadas para atender determinados interesses e muitas outras são simplesmente ocultadas na história. Confira 5 coisas que você provavelmente não sabia sobre Adão e Eva.

Publicidade

1- A história de Adão e Eva pode ter sido inspirada em um mito de criação babilônico

Analisando o Enuma Elish, poema épico da antiga Babilônia, e a Epopeia de Gilmamesh, encontra-se elementos que claramente foram emprestados para a história de Adão e Eva.
Exilados da Babilônia, os hebreus aprenderam sobre o mito da criação de Enuma Elish, que falava sobre um ‘deus único e poderoso’, mas a inspiração viria de Gilmamesh, que teria uma planta mágica mas a teria perdido por conta de uma cobra.

Publicidade

2 – Eva pode não ter sido a primeira mulher de Adão

Segundo a mitologia judaica, a primeira mulher de Adão teria sido Lilith e não Eva. Segundo a crença, Lilith teria virado um demônio e, posteriormente, Eva teria sido criada a partir da costela de Adão.

Publicidade

3 – Eva foi feita da costela de Adão?

Quando lemos uma Bíblia em nosso idioma nativo, estamos lendo na realidade uma tradução da obra original. Esse detalhe traz a dúvida acerca do nascimento de Eva. A palavra hebraica que teria dado origem a essa crença, na verdade não significa costela. Estudos bíblicos indicam que a palavra “tsela” é encontrada 40 vezes na Bíblia e a única vez que é traduzida como “costela” é quando se refere a Eva.

O significado real da palavra remete a “lado de algo” ou “membros laterais de um corpo humano ereto”. A analise da palavra abriu diversas interpretações para os estudiosos. Entre eles, um professor levantou a teoria de que Eva teria sido criada usando o báculo de Adão. O osso dos órgão masculino é comum em mamíferos, mas os humanos acabaram perdendo-o. Segundo o professor, se Deus tivesse tirado um osso de Adão, certamente seus descendentes também nasceriam sem. Se considerarmos que o homem possui um numero par de costelas mas não possui baculo, a teoria passa a fazer algum sentido.

4 – Adão e Eva tinham umbigos?

Se Adão e Eva tivessem umbigos, isso daria a eles uma cicatriz de uma gestação que não aconteceu.  Porém, se não tivessem, como poderiam ser a representação dos seres humanos? Cristãos fundamentalistas creem que o primeiro casal da humanidade não possuía umbigo. Segundo eles, não haveria motivo para Deus criar uma falsa evidencia de que eles teriam sido desenvolvidos em um útero.

5 – Gênesis não especifica o fruto proibido como sendo uma maçã

Para toda e qualquer pessoa que você questionar a respeito do fruto que Eva teria comido, certamente ela afirmará que era uma maçã. Porém, lendo a Bíblia com atenção, nota-se que ela não afirma nada a cerca da fruta proibida. Nas traduções inglesas o fruto é citado apenas como “a fruta” na “árvore”. No idioma original da Bíblia, nota-se a palavra “peri”, porém, o termo pode significar qualquer tipo de fruta.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Higor Mendes

Redator com três anos de experiência, apaixonado por história da Segunda Guerra Mundial, política, futebol e curiosidades em geral.