in

Demi Lovato fala sobre problemas com drogas

m.eonline

Cantora norte-americana sofreu overdose em 2018. Demi Lovato abriu o jogo sobre sua dependência química nesta sexta-feira (15). Hoje ela estaria comemorando sete anos de sobriedade, mas uma recaída fez com sofresse uma overdose em julho do ano passado.

Publicidade

Desde a adolescência Demi tem lutado contra os vícios em entorpecentes. A sua primeira internação ocorreu em 2011, quando iniciou os tratamentos. Além dos problemas com drogas, ela já se manifestou anteriormente sobre sua depressão e distúrbios alimentares (esse último surgiu durante a infância).  

Em mensagem postada aos fãs, ela comenta sobre a difícil experiência que viveu nos últimos oito meses: “eu não me arrependo de ter falhado porque eu precisei passar por esses erros, mas não posso me esquecer do que eles são: erros”.

Publicidade

A cantora esteve internada durante alguns meses, em tratamento. Foi internada em um hospital e depois encaminhada a uma clínica de reabilitação. “Feliz que os Alcoólicos Anônimos nunca fecham as portas para você não importa quantas vezes você precise recomeçar”, comenta Demi.

Publicidade

Gosta de música? Ouça clássicos das décadas de 70, 80 e 90 agora mesmo | CLIQUE AQUI

Publicidade

Apesar de ter interrompido o período em que esteve sem utilizar drogas, Demi Lovato afirma não ter perdido esses seis anos. Agora quer adicionar esse tempo a uma nova jornada.

Publicidade

Para finalizar, ela foi carinhosa ao encorajar aqueles que passam pela mesma situação: “se você também falhou e tem medo de pedir ajuda de novo, apenas saiba que é possível retomar esses passos para sua recuperação. Se você está vivo hoje, você pode voltar atrás. Você merece”

Além de cantora, Demi é compositora e atriz. Iniciou sua carreira em 2002, aos nove anos de idade.

Publicidade