in

Atiradores de Suzano teriam pedido dicas em fórum e tinham esperança pós-morte: ‘7 virgens’

Reprodução / Facebook G.T.M. / Jw.org

G.T.M., de 17 anos, e Luiz Henrique de Castro, de 25 anos, atiradores que mataram oito pessoas na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, Grande São Paulo, participavam de um fórum extremista e de propagação de ódio na internet. As informações foram divulgadas pelo portal R7.

Publicidade

Em uma das postagens atribuídas aos assassinos do massacre de Suzano, há referências ao islamismo e eles agradecem a um usuário chamada de DPR. A polícia investiga o caso. A publicação foi feito em um fórum da Darknet, diferente da internet convencional que o grande público está acostumado a acessar.

Muito obrigado pelos conselhos e orientações, DPR. Esperamos do fundo dos nossos coração (sic) não cometer este ato em vão. Todos nós e, principalmente, o recinto será citado e lembrado. Nascemos falhos e partiremos como heróis“, diz o texto.

Publicidade

Em seguida, a mensagem fala em testar métodos de ataques, mas que isso não seria possível pela falta de um espaço. Por isso, o texto fala que tudo acontecerá de forma natural e com aprendizagem no momento do ato.

Publicidade

Fique com Deus, meu mentor. O sinal será a música no máximo três dias depois estaremos diante de Deus, com nossas sete virgens. Levaremos a mensagem conosco“, termina a mensagem. A citação às sete virgens tem a ver com a crença de radicais islâmicos que cometem atos terroristas e acreditam que após a morte terão à sua disposição estas sete mulheres.

Publicidade

Na quarta-feira, usuários do fórum questionavam se os dois eram integrantes do grupo e um dos administradores respondeu positivamente, de acordo com o R7.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!