in

Saiba qual foi a justificativa dos criminosos para conseguirem entrar na escola de Suzano

Reprodução / Record TV

G.T.M., 17 anos, e Luiz Henrique de Castro, 25, são os autores do massacre na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, região da Grande São Paulo, na manhã desta quarta-feira (13). Ao menos 10 pessoas morreram no atentado, incluindo os dois.

Publicidade

O secretário de Educação de São Paulo, Rossieli Soares da Silva, afirmou que G.T.M. foi aluno da escola por dois anos – o primeiro e o segundo do Ensino Médio. Ele abandonou a escola e não concluiu os estudos.

Segundo Rossieli, G.T.M. chegou à escola, na manhã desta quarta, e se justificou para entrar no local, dizendo que iria à secretária para retomar os estudos. “As informações que a gente tem são de que a escola estava aberta para receber um aluno que queria voltar a estudar“, explicou o secretário.

Publicidade

Com acesso livre, ele e Luiz Henrique deram início ao massacre dentro da escola, atirando em duas funcionárias que estavam na entrada. Antes disso, eles já haviam baleado Jorge Antônio de Moraes, funcionário de uma loja de carros, tio de G.T.M..

Publicidade

A causa da morte dos dois ainda é um mistério. Três hipóteses são consideradas: eles terem se tirado a própria vida; um deles ter atirado no outro e depois se matado; ou até mesmo eles terem sido baleados pela polícia. Homens do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) estavam no fundo da escola quando os dois criminosos chegaram até lá.

Publicidade

As investigações já foram iniciadas e um dos principais pontos é descobrir qual foi a motivação para eles praticarem o crime que chocou o Brasil e está repercutindo na imprensa mundial.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!