in

Professor culpa Bolsonaro e internauta comemora massacre: ‘admiro o atirador’

Fotomontagem: Bruno Avila / Catraca Livre / Twitter: Breno Mantoani

 Um massacre aconteceu em uma escola em Suzano, onde algumas crianças morreram e adultos também. O número, até agora, não é fixo e deve mudar nas próximas horas. No entanto, parte da esquerda resolveu fazer um protesto no Twitter.

Publicidade

Logo, nos Trending Topics, surgiu uma comparação de Suzano com Columbine, que foi um massacre que teve no Estados Unidos da América, quando boa parte da esquerda ganhou força no discurso desarmamentista. Um professor publicou em seu Twitter e culpa Bolsonaro por ‘discurso de ódio’ e por ser a favor das armas.

A direita entrou na discussão e afirmou que Bolsonaro está certo, pois os professores e coordenadores teriam armas para defenderem as crianças e a si mesmos. Em meio a esta discussão, surgiu um tuíte que irritou muitos.

Publicidade

Um jovem, o qual não podemos mostrar o rosto e nem seu nome, publicou comemorando o massacre em Suzano e ainda afirmando que admirava o atirador. Minutos depois seu Twitter foi removido, mas internautas printaram e até agora vem o xingando na rede.

Publicidade

O tuíte viralizou em questões de minutos, o mesmo tempo para que o jovem fosse lá e deletasse o seu perfil. No entanto, a discussão segue quente no Twitter, porém muitos criticam o uso da rede em prol disso e apoiam que todos respeitem ao luto.

Publicidade

O site Catraca Livre também foi muito criticado por publicar, minutos depois da tragédia, um texto discutindo sobre o desarmamento. Chamado de oportunista, Dimeinstein ainda não respondeu as acusações e seu texto continua no ar. Outros jornalistas também denominaram o massacre como ‘Nova Columbine’ e foram muito criticados.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Bruno Avila

Redator de futebol, política e famosos desde 2016. Hoje um dos redatores mais lidos do 1News Brasil. Fique à vontade para falar comigo: brunoavilaprof@outlook.com