in

Família tenta falar do amor de Deus no Carnaval e é hostilizada por multidão

Montagem / O Globo

Uma família de americanos estava indo, normalmente, aos desfiles de Carnaval no Rio de Janeiro, onde aproveitavam a festa para falarem de Deus. Segundo a família, tudo era feito de maneira discreta. Eles carregavam placas grandes falando de Deus e ficavam em meio aos blocos cariocas. 

Publicidade

Abraão Woroniecki, de 36 anos, que integra o grupo, afirmou que não queria ofender ninguém com suas faixas. Segundo ele, o público aceitou bem os panfletos distribuídos, tendo atingido mais de mil pessoas.

No entanto, neste domingo, 3 de março,  ao irem em um desfile no Aterro do Flamengo, no Rio de Janeiro, o grupo foi bastante hostilizado, até mesmo por quem comandava a festa. 

Publicidade

O vocalista do bloco carioca que se apresentava na Zona Sul da cidade, Rodrigo Maranhão, chegou a pedir que as faixas que falavam do amor de Deus, simplesmente, fossem retirada do local. 

Publicidade

De acordo com o cantor, a família de americanos religiosos estava desrespeitando as pessoas que estavam no local. Ele chegou a dizer que por não invadir a igreja do grupo, não queria que a igreja invadisse o Carnaval. 

Publicidade

“Peço, por favor, que vocês nos respeitem. A gente não invade a igreja de ninguém. Estamos espalhando alegria aqui para todo mundo, queremos curtir nosso Carnaval e nada além disso. — pediu. Em seguida, o público reagiu com aplausos.”, disse o cantor em torno da situação. 

Nas redes sociais, o tema dividiu opiniões. “É um absurdo, eles não estavam fazendo nada demais e a rua é pública”, disse um dos internautas que comentou a reportagem do jornal ‘O Globo sobre o tema. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.