in

Luto: grande nome do cinema mundial e vencedor de 4 prêmios Oscar morre em casa

Morreu hoje, quinta-feira (28), em sua casa, em Nova York, nos EUA, o compositor André Previn, vencedor de quatro troféus Oscar e criador dos temas inesquecíveis de filmes como “Minha Bela Dama” e “Gigi”.

Publicidade

O músico tinha 89 anos e estava afastado de seu trabalho nos cinemas desde os anos 1970. Desde seu afastamento, Previn, que era um alemão naturalizado americano, servia como condutor na Orquestra Filarmônica de Los Angeles, além das gravações de premiados discos de música clássica e jazz.

André Previn teve o devido reconhecimento do seu trabalho através de quatro sonhadas estatuetas do Oscar, fruto dos filmes “Gigi”, de 1958, “Porgy and Bess”, de 1959, “Irma La Douce”, de 1963 e o clássico “Minha querida dama”, de 1964.

Publicidade

Além de levar para casa as estatuetas pelos filmes citados, Previn escreveu várias outras indicações pelos trabalhos em “Três Palavrinhas”, de 1950, “Dá-Me Um Beijo”, de 1953, “Dançando nas Nuvens”, de 1955, “Essa Loira Vale Um Milhão”, de 1960, “Entre Deus e o Pecado”, de 1960, “Pepe”, de 1960, “Dois na Gangorra”, 1962, “Positivamente Millie”, de 1967 e “Jesus Cristo Superstar”, de 1974.

Publicidade

Além de seu enorme sucesso nas premiações do Oscar, o compositor também foi vitorioso em premiações do Grammy, sendo condecorado com um troféu pelo conjunto da carreira, em 2010.

Publicidade

No Emmy, foi diversas vezes indicado por programas de música clássica e pelas trilhas sonoras de séries, mas nunca levou uma estatueta para casa.

André Previn passou cinco vezes pelo matrimônio e teve sete herdeiros. Ele ainda adotou três crianças juntamente com a atriz Mia Farrow, com quem manteve um casamento entre os anos 1970 e 1979.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Higor Mendes

Redator com três anos de experiência, apaixonado por história da Segunda Guerra Mundial, política, futebol e curiosidades em geral.