in

Mourão diz o que pensa sobre visita de Guaidó a Bolsonaro e revela motivo de sua vinda

G1/ Montagem Rômulo Nogueira

Juan Guaidó, que se autoproclamou presidente interino da Venezuela já está no Brasil. Liderando a oposição que condena o governo de Nicolás Maduro, o político chegou à Brasília durante a madrugada desta quinta-feira (28).

Publicidade

Uma de suas principais tarefas será um encontro com Jair Bolsonaro, atual presidente do Brasil. O avião de Guaidó chegou ao aeroporto da capital por volta de 1h40.

Segundo o assessor da Presidência Otávio Rêgo Barros, o encontro entre os dois líderes políticos está marcado para acontecer nesta quinta-feira, por volta das 14h. A reunião será realizada no Palácio do Planalto, onde Guaidó será recepcionado por Ernesto Araújo, atual ministro das relações exteriores.

Publicidade

A assessoria e Guaidó também divulgou que o presidente autoproclamado da Venezuela se reunirá com representantes diplomáticos de outros países, que possuem embaixadas em Brasília e o reconhece como governante supremo da Venezuela.

Publicidade

Horas antes de Guaidó desembarcar em Brasília, Mourão rasgou o verbo sobre intenções do político

No final da noite de quarta-feira (27), horas antes de Guaidó desembarcar no país, o vice-presidente do Brasil Hamilton Mourão, alegou que uma guerra civil está se tornando um cenário cada vez mais possível. Durante a entrevista que concedeu à Globo News o general falou sobre a visita de Guaidó.

Publicidade

Para Mourão, Guaidó está sendo estratégico, pois, como o Brasil é um país admirado pelo povo venezuelano, ele quer mostrar que tem o reconhecimento do presidente. “Quer mostrar ao povo venezuelano que está sendo recebido pelo presidente da República do Brasil, um país limítrofe por quem os venezuelanos têm um carinho especial. Quer dar mensagem de que é reconhecido”.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Rômulo NC

Ator, youtuber e redator, Rômulo N.C é formado pela casa de artes cênicas Recriarte e sempre atuou como escritor de diversos sites.