in

Ninho do Urubu é interditado pela prefeitura do Rio

No último dia oito de fevereiro deste ao, um grave incêndio no Ninho do Urubu resultou  na morte de dez atletas da categoria de base do time e três feridos. Nesta quarta-feira, 27, a prefeitura do Rio de Janeiro acabou interditando o local e expedindo um novo documento de solicitação.

Publicidade

Essa decisão não é surpresa para o clube, já que a prefeitura havia decretado no último dia quinze que o Clube de Regatas do Flamengo fechasse as portas do Ninho do Urubu em cumprimento a uma ordem do ano de 2017. Porém, o grupo preferiu não acatar as ordens judiciais, mesmo depois de toda a tragédia.

Com a interdição do local, o Flamengo terá que providenciar outro lugar para realizar os seus treinamentos. Como alternativa para a situação, poderia ser citado a sede da Gávea, porém, o local não tem nem mesmo um alvará para uso.

Publicidade

Toda a operação realizada para a interdição do Ninho do Urubu, contou com fiscais das secretarias de Fazenda e da Ordem Pública, Ministério Público do Rio e a Guarda Municipal, que deve desempenhar um papel preventivo para que o lugar não seja reaberto até o momento em que toda a situação do centro de treinamento seja totalmente regularizada.

Publicidade

Publicidade

Foi colocado na porta do local uma cópia do documento de interdição que possui um conteúdo bem parecido com o da ordem que havia sido expedida no ano de 2017. O documento diz que o local está funcionando sem o alvará necessário.

“Hoje foi interditado completamente. É uma decisão judicial e a prefeitura cumpriu. Nós esperamos que, tanto as exigências para o alvará quanto para o habite-se, sejam cumpridas e ele retorne logo ao funcionamento”, declarou o atual prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella.

Publicidade