in

Rodrigo Duterte prevê fim da Igreja Católica: ‘desaparecerá em 25 anos’

A Igreja Católica vem passando por uma crise inimaginável devido à vários escândalos de pedofilia, pelo mundo inteiro. Diante desse fato, até o Papa Francisco se pronunciou, dizendo se comprometer em aplicar estratégias para erradicar a pedofilia e que esses casos serão tratados com a máxima seriedade:

Publicidade

Gostaria de reafirmar com clareza: se na Igreja for descoberto um só caso de abuso – que em si mesmo já representa uma monstruosidade -, este caso será enfrentado com a máxima seriedade.”

O presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, fez declarações duras contra a Igreja Católica nesta segunda, 25 de fevereiro. Disse que prevê o fim da religião em pelo menos vinte e cinco anos e que ninguém sentirá falta. Rodrigo já é  conhecido por críticas severas à igreja.

Publicidade

Apesar de Duterte ser batizado na Igreja Católica, não concorda com o que ocorre dentro da mesma. Em novembro do ano passado, acusou o bispo filipino Pablo Virgilio David de usar drogas e ainda incitou a população filipina a matar bispos católicos do país. Costuma chamar os bispos de “tolos inúteis” e “filhos da p***”.

Publicidade

Rodrigo faz duras críticas aos casos de pedofilia e abusos cometidos pelo clero. “Quando eles ficam com tesão eles vão atrás de freiras. Se eles são gays, eles vão atrás de garotos jovens. Quem precisa de uma religião como essa?”

Publicidade

O presidente filipino ainda diz que a Santa Igreja é a instituição mais hipócrita do mundo, e que o seu Deus é diferente do que os católicos crêem. 

Aproximadamente 80% da população das Filipinas é declarada católico romano.

Publicidade
Publicidade
Publicidade