in

Vídeo: Maduro autoriza caminhões de ajuda, mas tudo é queimado; ‘Não somos mendigos’

Pelo menos três caminhões de ajuda humanitária, que conseguiram ultrapassar a fronteira da Venezuela, sofreram ataques do Exército venezuelano, também chamado de Força Nacional. Esses caminhões levavam alimentos e remédios para milhões de pessoas, que passam necessidades no país. 

Publicidade

Presidente da Venezuela diz que não precisa de esmola e que pagará por comida que vem do Brasil, mas caminhões de ajuda são incendiados

Mais cedo, os agentes da Polícia Nacional Bolivariana tinham impedido a entrada de caminhões e de manifestantes na fronteira entre a Venezuela e a Colômbia com gás lacrimógenio e balas de borracha. Há registo de seis feridos. No Brasil, alguns feridos foram atendidos por um Hospital de Roraima. 

Veja abaixo o vídeo de uma emissora de televisão da região, que mostra o momento em que alguns caminhões de ajuda humanitária são incendiados após entrarem na Venezuela:

Publicidade

VENEZUELA URGENTE

TROPAS DA FORÇA NACIONAL BOLIVARIANA de Nicolas Maduro, queimam caminhões que chegaram com ajuda humanitária.

Gepostet von RBC – Rede Brasil Connect am Samstag, 23. Februar 2019

Em um pronunciamento feito à nação, o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, chamou o presidente interino de fantoche e ressaltou que ele não tem qualquer poder. 

Publicidade

Em outro momento, Maduro disse que compra qualquer alimento que precisar do Brasil, mas que não estaria aceitando as tramitações comerciais. O presidente garantiu que tem dinheiro para efetuar as compras e que o seu povo não precisa de esmolas. 

Publicidade

“Não somos maus pagadores, nem mendigos, somos gente honrada e que trabalha. Querem o que? Trazer caminhões com leite em pó? Eu compro agora”, disse Maduro. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.