in

Crime contra empresária agredida pode ter sido premeditado; entenda o motivo

Reprodução/Veja Reprodução/G1 Montagem/Marlon Cavalcante

Elaine Caparroz sofreu agressões durante 4 horas e foi encontrada desacordada e desfigurada após vizinhos ouvirem seus gritos de socorro e terem acionado a Polícia Militar no último domingo (17).

Publicidade

O agressor, que foi identificado como Vinícius Batista Serra, de 27 anos, teve a prisão decretada. Ele havia sido preso em flagrante e encaminhado ao Complexo Prisional de Benfica, na zona norte da cidade. Em depoimento à polícia, o acusado declarou que tomou vinho, e após ter dormido, teve um surto psicótico, alegando não se lembrar do que aconteceu. O caso foi registrado como tentativa de feminicídio. 

A polícia agora está investigando a hipótese de que as agressões sofridas por Elaine tenha sido premeditadas pelo acusado. A delegada responsável pelo caso, Adriana Belém, da 16° Delegacia de Polícia, na Barra, disse que antes de subir ao apartamento da vítima, o agressor Vinícius se identificou com um nome falso, Felipe, o que no caso possa indicar que o crime teria sido premeditado.  

Publicidade

Vale ressaltar que a Polícia Cívil havia descoberto que o acusado possui um registro de agressão contra o próprio irmão, que é deficiente físico. A acusação foi feita pelo próprio pai de Vinicius, no dia 8 de fevereiro de 2016. O pai contou à polícia que, naquela madrugada, por volta das 2h30, foi acordado com os gritos vindos do quarto de seus filhos. Quando abriu a porta, encontrou Vinícius desferindo golpes de jiu-jitsu contra o irmão. Ao tentar separar a briga, o pai contou que também foi agredido com um soco dado por Vinicius. 

Publicidade

Segundo o pai, o motivo da agressão teria sido o valor de R$1,2 mil que teriam desaparecido do quarto, e Vinicius então acusou seu irmão. No entanto, o dinheiro estava em uma caixa que a mãe tinha retirado do quarto. O caso não teve continuidade porque o pai acabou retirando a queixa contra o filho.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade