in

Bolsonaro decide agir; Maduro envia militares para fronteira

Montagem / Globo / Wikipedia

O Brasil tem as suas prioridades e não era muito esperado uma dedicação do governo de Bolsonaro, neste momento, sobre a crise na Venezuela. Mas mesmo concentrando forças em conseguir a aprovação da Reforma Previdenciária, o ‘assunto’ Maduro voltou à pauta nesta quarta-feira, após o Governo Federal fazer uma declaração até então inesperada.

Publicidade

Bolsonaro decidiu enviar recursos à Venezuela

Inicialmente 100% ‘de fora’ do caos político e prometendo que não iria se meter na situação Venezuela X EUA ou ‘resto do mundo’, aparentemente o Brasil tinha se colocado na situação de espectador, inclusive esse posicionamento chegou a ser reforçado pelo general Mourão, enquanto presidente em exercício, quando perguntado sobre a relação do Brasil sobre a situação da crise diplomática. A notícia que chegou à imprensa nesta manha de quarta (20) foi a de que Bolsonaro vai mobilizar a entrega de alimentos e medicamentos, mesmo com a ‘ajuda’ tendo sido veementemente negada por Nicolás Maduro que promete não repassar os produtos à população.

Maduro mobiliza militares em direção à fronteira

Uma outra matéria que causou temor foi a mobilização do Exército de Maduro em direção à fronteira com a Colômbia. Os colombianos foram os primeiros a receberem as doações dos norte-americanos, inclusive tendo recebido os aviões militares em seu território para a chegada dos suprimentos. Maduro alega que a ajuda é um golpe contra a democracia do país e que se realmente quiserem ajudar, bastaria retirar os embargos internacionais aos produtos do país.

Publicidade
Publicidade
Destaque: Mulher quase é presa por emagrecer demais! Confira
Publicidade
Publicidade

Escrito por Evandro

O mundo do entretenimento é a minha vida.