in

Luto: morre um dos grandes nomes do jornalismo brasileiro

Gospel Prime

Nesta manhã de 19 de fevereiro, a Bahia acordou mais triste com a notícia de que uma das maiores jornalistas do estado havia falecido. Ela faleceu no Hospital Ernesto Simões, que fica localizado no bairro de no bairro do Pau Miúdo, em Salvador.
A causa da morte não foi divulgada.

Publicidade

A jornalista era conhecida por ser pioneira nas redações baianas. Durante muitos anos ela marcou presença na programação da TV Itapoan, onde trabalhou de 1961 a 1975. Além de trabalhar com o jornalismo, que era uma de suas maiores paixões, Dometila também atuou no “Miss Bahia”.

A jornalista se orgulhava muito de ter iniciado com Maria Olívia Rebouças, 1962, e encerrar o ciclo com Zaida Costa, Miss Mundo Brasil 1975. Ainda no meio dessa longa jornada, Dometila esteve no meio do Miss Universo (1968), onde Martha Vasconcellos se consagrou campeã.

Publicidade

Dometila também foi pioneira nos musicais

A jornalista também mostrou uma outra faceta ao comandar grandes musicais na Itapoan, com grandes nomes da música consagrados que por lá já passaram. Entre as estrelas que marcaram seu nome estão: Maria Creuza, Antonio Carlos e Jocafi, Tom e Dito, Raul Seixas, além de dois dos maiores nomes da MPB da atualidade, que até hoje fazem o enorme sucesso por onde passam: Caetano Veloso, e o pai da cantora Preta Gil, Gilberto Gil.

Publicidade

Roberto Macedo, que é comunicólogo, comunicou que a família ainda não se pronunciou sobre a morte da jornalista e que ainda não divulgaram as informações, sobre dia, horário e local do velório e do enterro de Dometila Garrido.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Rômulo NC

Ator, youtuber e redator, Rômulo N.C é formado pela casa de artes cênicas Recriarte e sempre atuou como escritor de diversos sites.