in

Wagner Moura diz que ‘filme é maior que Bolsonaro’, mas sofre terrível humilhação

Foto/Montagem: Veja / TV Câmara

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, tem agora mais um inimigo para chamar de seu. Wagner Moura lançou um filme sobre um terrorista comunista brasileiro, Marighella. A obra foi lançada no exterior sob muitos protestos e até beijo gay de Wagner em Jean Wyllys.

Publicidade

Wagner Moura até acha que ele e sua arte são maiores que o presidente. Em coletiva no Festival de Cinema de Berlim, na última sexta-feira, o ator e diretor Wagner Moura afirmou o seguinte sobre seu filme Marighella:

Publicidade

“Nosso filme é maior do que Bolsonaro. Não é uma resposta a ele, mas obviamente esse é um filme, provavelmente um dos primeiros culturais da arte brasileira, que está em contraste com o grupo que está no poder no Brasil.”

Publicidade

Wagner Moura e filme polêmico está sendo alvo de ataques nas redes sociais com direito a campanha para proibir película no cinema

O que Wagner Moura talvez não esperasse é que Bolsonaro tem seguidores assíduos e ele tem sido duramente humilhado nas redes sociais. Em alguns momentos, inclusive, há o pedido de boicote à película.

Publicidade

Veja abaixo uma das publicações contra Wagner Moura e seu filme nas redes sociais. A petição pede que o filme seja proibido de ser exibido nos cinemas brasileiros:

Ajudem a "destruir" o filme do terrorista comunista MarighellaEntrem no…

Gepostet von O Caxiense am Sonntag, 17. Februar 2019

Algumas pessoas, no entanto, não concordaram com a forma como o caso repercutiu. ” Depois não querem ser chamados de intolerantes e autoritários, nem assistiram o filme e já querem dar nota zero, e segundo, ninguém tá obrigando vcs a verem não, é só não dar ibope em vez de ficar de frescurinha“, disse um dos internautas na rede social. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.