in

Bebianno joga tudo no ventilador e ameaça Bolsonaro: ‘Pessoa louca, perigo para o Brasil’

Foto/Montagem: UOL/ Fernando B.

O ainda ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno, promete ameaçar o governo do presidente da república, Jair Bolsonaro, assim que for confirmada sua saída do cargo. É esperado que isso aconteça até essa segunda-feira, 18 de fevereiro.

Publicidade

Bebianno vai ser o primeiro ministro a cair em pouco mais de 45 dias de Jair no cargo. Em conversa com um interlocutor, conforme indica o colunista Lauro Jardim, Gustavo Bebianno teria dito que está com vergonha de ter apoiado a campanha de Bolsonaro para a presidência da República.

Ele mostra que pode se tornar uma grande ameaça para o governo de Jair, que tem grandes desafios nos próximos dias, como finalizar o projeto de Reforma da Previdência. 

Publicidade

Ainda ministro, Bebianno diz agora ter vergonha de Bolsonaro e que presidente seria louco

O ministro disse ainda que o maior problema não seria o seu desafeto, Carlos Bolsonaro. Segundo Bebianno, agora quem parece minar a própria gestão é o próprio presidente. Ele ainda acusa o gestor do país de usar o filho para criar problemas, como uma forma de justificativa para prosseguir nas suas ideias com algum apoio.

Publicidade

“O Jair [Bolsonaro] é o problema. Ele usa o Carlos como instrumento. É assustador.”
A decepção de Bebianno não parou por aí. De acordo com o colunista, Bebianno teria afirmado ao mesmo interlocutor que “perdeu a confiança” no presidente.

Publicidade

““Tenho vergonha de ter acreditado nele. É uma pessoa louca, um perigo para o Brasil.” Bebianno disse no último sábado que, “quando acabar” sua participação no governo, “se sentir vontade”, vai “dar satisfações”.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.