in

Mensagens de ataques do PCC circulam pelo WhatsApp, mas Promotoria de SP diz que é fake

Reprodução / SSP-SP

Marcos Willians Herbas Camacho, o Marcola, e outros 21 líderes do Primeiro Comando da Capital (PCC) foram transferidos do interior de São Paulo para presídios federais, na quarta-feira (13). A ação foi considerada um grande sucesso e os criminosos só ficaram sabendo da transferência quando já estavam dentro do avião que os levaria para presídios federais em Brasília, Porto Velho e Mossoró.  

Publicidade

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou que cumpriu medida judicial que já deveria ter sido cumprida antes. Agora, os presos estão sob custódia do Governo Federal. Nesta sexta-feira (15), passou a circular no WhatsApp mensagens de que o PCC vai promover ataques no estado de SP no final de semana.

“É tudo fake, não tem procedência nenhuma. Estamos desmentindo isso”, disse o promotor, que continuou: “Estamos monitorando o PCC, com o comando das polícias, tanto no sistema prisional como nas ruas e isso não procede”, explicou o promotor público Lincoln Gakiya ao BuzzFeed News.

Publicidade

Em uma das mensagens, a pessoa que a enviou diz recebeu “confirmação de que o PCC pode atacar nessa noite em represália da transferência da facção para outros presídios do país”. Outras mensagens circulam e todas tem o mesmo teor. Uma diz que os ataques começarão na noite de sábado.

Publicidade

“Esta é só uma fase do combate ao crime. Agora, a gente tem de identificar quem vai ficar na liderança [do PCC]”, comentou o promotor. Em 2006, onda de ataques do PCC resultou em 500 mortes no período de pouco mais de uma semana. Gakiya já teve a morte encomendada pela cúpula do PCC.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!