in

Bolsonaro não tem pena e dá dura punição em ministro acusado de corrupção

R7

O presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, resolveu tomar uma atitude polêmica após deixar o hospital. O governante sabia de uma acusação que vinha rolando envolvendo o seu partido, tratam-se de algumas candidatos-laranjas quer surgiram.

Publicidade

Bolsonaro, no entanto, se irritou com o fato e foi buscar um culpado para a situação. Segundo o presidente, o que teria articulado este crime de corrupção é um de seus ministros, o Gustavo Bebianno, que cuida da Secretaria-Geral da República.

Contudo, após se irritar com o caso, Bolsonaro teria dado um ultimato e anunciado uma a punição do ministro. Bebianno terá a oportunidade de deixar o cargo ou então será demitido pelo presidente, sendo estas as suas únicas opções.

Publicidade

A informação foi publicada pelo site do Antagonista, mas o que vem se dizendo na mídia é que Bebianno estaria extremamente irritado com Bolsonaro, pois afirma ser inocente e também conta que o presidente estaria dando um ‘tiro’ na cabeça de um de seus próprios soldados.

Publicidade

O caso ainda vem sendo investigado e suja um pouco do nome do PSL. O caso de corrupção seria para as candidatas-laranjas (quatro mulheres) entrassem como candidatas só para pegarem o fundo eleitoral, porém não fizeram suas campanhas e o dinheiro foi distribuído entre envolvidos.

Publicidade

Ao todo, o dinheiro do fundo eleitoral das quatro candidatas juntas deu R$ 278 mil. Gustavo Bebianno é acusado de ter escolhido as quatro mulheres, mas agora tudo vem sendo investigado e o Bolsonaro já decidiu por tirá-lo do governo, para que não hajam mais polêmicas.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Bruno Avila

Redator de futebol, política e famosos desde 2016. Hoje um dos redatores mais lidos do 1News Brasil. Fique à vontade para falar comigo: brunoavilaprof@outlook.com